Campelo

Uma das empresas mais antigas da região dos Vinhos Verdes, a Campelo foi fundada oficialmente em 1951 mas tem na realidade quase um século de existência, com registos que datam de 1923.

Em 2007, foi adquirida por três irmãos, que associaram a sua paixão pelo vinho ao seu dinamismo e construíram a Campelo de hoje: maior e mais abrangente.

Como resultado da sua dedicação e forte investimento em infraestruturas e equipamentos, expandiram a área de atuação da empresa que se encontra atualmente presente em quatro sub-regiões da Região Demarcada, sendo na sub- região do Cávado, em Barcelos, a adega principal e o centro operacional. Possui ainda as adegas do Marco de Canaveses e Castelo de Paiva nas sub-regiões de Amarante e Paiva, e iniciou recentemente parcerias com a Quinta de Naíde, na sub-região do Ave, assim como com a Quinta dos Poços na Região Demarcada do Douro.

Esta ampla presença na Região dos Vinhos Verdes, permite-lhe captar o que de melhor se produz em cada uma das sub-regiões, refletindo-se numa maior variedade das características aromáticas dos seus vinhos desta região.

Para além de Vinhos Verdes, fazem também parte do seu portfólio vinhos de outras denominações de origem, como vinhos do Douro, Dão e Porto de modo a poder proporcionar aos seus parceiros uma maior diversidade de vinhos portugueses de qualidade.

Oferece também a possibilidade de desenvolvimento de marca própria ou adaptação de rotulagem ao mercado, uma vez que possui um departamento de design com o objectivo de dar resposta às necessidades dos seus parceiros de forma célere e personalizada.

A sua elevada capacidade de produção, variedade de embalagens disponíveis e avidez por desafios, refletem a juventude, dinamismo e versatilidade do grupo Campelo.

Enquanto que marcas como Campelo, Mesa do Presidente e Miranda atravessam gerações, vinhos como Terras de Viriato e Tapada do Marquês marcam uma nova e mais jovem abordagem, sem nunca esquecer as suas origens e identidade de cada região.